Nascida Isabel Fontana Garcia, em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, em 1977, a cantora e compositora Blubell fez parte de bandas independentes e da paulista Funk Como Le Gusta. Em 2006, começou sua carreira autoral com Slow Motion Ballet, seu primeiro o disco.

Com Eu Sou do Tempo em que a Gente Se Telefonava, de 2011, consolidou-se no cenário da música independente. Excursionou pelo Japão e foi a primeira artista solo do Brasil a participar do Festival Lollapalooza. No ano seguinte, foi a vez do disco de versões Blubell&Black Tie, que lhe valeu o Prêmio de Música Brasileira de Melhor Disco em Língua Estrangeira.

Em 2013, lançou Diva É a Mãe, seu quarto álbum, e foi indicada ao 25º Prêmio da Música Brasileira na categoria Melhor Cantora Pop. Em 2015, paralelamente à turnê de Diva É a Mãe, estreou o show Bluebell Canta Madonna, em que interpretava versões jazzísticas de sucessos da rainha do pop.

Confissões de Camarim é seu mais recente trabalho. Das 11 faixas que compõem o disco, 9 são de autoria de Blubell.