A cantora e compositora Blublell, que nasceu em São José do Rio Preto (SP) e cresceu na capital paulista, participou de shows da banda Funk como Le Gusta e fez jingles. Blubell começou carreira solo em 2006 com o disco “Slow Motion Ballet”. Em 2011, lançou “Eu Sou do Tempo em que A Gente Se Telefonava”, trabalho que rendeu turnê também no Japão e participação no festival Lollapalooza, além de música de abertura da série “Aline” (“Chalala”), da TV Globo. Com “Blubell & Black Tie”, de 2012, ganhou o Prêmio da Música Brasileira de melhor disco em língua estrangeira.

O álbum “Diva é a Mãe” chega em 2013 misturando pop com jazz e faturando uma indicação como melhor cantora pop do 25º Prêmio da Música Brasileira. Em 2015, paralelamente à turnê “Diva é a Mãe”, estreou show “Blubell Canta Madonna”.

Em seu quinto disco, intitulado “Confissões de Camarim”, a artista traz 11 faixas, sendo 10 de sua autoria (a exceção fica com “Pretexto” do seu colega contemporâneo Pélico); em “A Tardinha”, Blubell assina a composição e interpretação com Zeca Baleiro.